Com o avanço tecnológico, algumas pessoas pensam que a impressão digital é a opção mais moderna e eficaz, e que ela estaria substituindo a impressão offset, hoje obsoleta. Isso seria verdade?
traço-para-destaque-1

Para ajudar a esclarecer sobre esse assunto, neste artigo vamos falar dos dois processos de impressão, suas vantagens e desvantagens. Assim, antes de fazer sua escolha entre impressão digital e impressão offset, você terá recursos para avaliar melhor ambas as possibilidades para a produção gráfica de seus materiais.

….

Embora o processo de impressão offset seja conhecido há mais tempo, tendo se tornado quase sinônimo de produção gráfica para muitas pessoas, ouve-se, hoje em dia, cada vez mais se falar em impressão digital. Com isso, muitos acabam ficando em dúvida sobre o assunto, acreditando que a impressão digital já substituiu ou está substituindo a offset.

Ou, então, pode surgir a dúvida: será que as duas são, na prática, a mesma coisa, oferecendo os mesmos resultados e custos?

A falta de informação quanto aos processos de impressão — atualmente são pelo menos 10 métodos diferentes — pode ocasionar resultados diferentes quanto ao esperado em seu material (já que você pode fazer a escolha errada) e, além disso, causar gastos desnecessários.

Para evitar esses problemas, garantir o padrão almejado de qualidade, ter o pedido entregue dentro do prazo esperado e conforme a verba disponível, o melhor caminho é entender as características desses métodos de impressão e, assim, poder fazer a melhor escolha.

….

Neste artigo falaremos sobre:

   Impressão digital e impressão offset: as diferenças básicas
   Entendendo a impressão offset
   Entendendo a impressão digital
   Impressão híbrida: offset + digital
   Comparação entre impressão digital e impressão offset
   Qual escolher para meu projeto?
   Concluindo



Impressão digital e impressão offset: as diferenças básicas

impressão digital e impressão offset: diferenças

 

Com os avanços da tecnologia, apesar de os resultados da impressão digital e impressão offset serem cada vez mais próximos, cada sistema funciona de um modo particular, envolvendo recursos e máquinas diferentes.

Quanto às diferenças na prática, elas são principalmente relacionadas ao prazo de produção, resultado obtido e custo final.

Vamos ver mais sobre cada uma delas abaixo.



Impressão offset

impressão digital e impressão offset: método offset

 

Substituindo sistemas anteriores, como a tipografia (impressão por tipos, “carimbos” de metal que transferem as imagens de cada letra para o papel) e a litografia (processo em que o papel é impresso por uma prensa, na qual a imagem é coberta com tinta), e tendo surgido na segunda metade do século XX, a impressão offset ainda hoje é o método mais usado pelas indústrias gráficas.

O termo offset decorre da expressão “offset litography” (que significa litografia fora do lugar), por ser um método de impressão indireta, diferente da litografia, na qual a matriz transfere a tinta diretamente para o papel.

Processo de impressão:

Seu processo de impressão é mais complexo, envolvendo mais etapas de produção e equipamentos. Seu fundamento parte da repulsão entre água e gordura.

A primeira etapa é a preparação da chapa metálica (matriz), gravada a partir do arquivo digital do material a ser impresso, num processo chamado CTP (computer-to-plate), que veio substituir os antigos fotolitos.

A gravação da chapa faz com que a imagem (reticulada) do arquivo fique registrada em sua superfície, de modo que, ao receber a tinta (oleosa) misturada com água, apenas a tinta se fixe nas áreas a serem impressas. Desse modo, a chapa reterá água nas áreas que não serão impressas, e a tinta, onde está a imagem.

Essa chapa é presa a um cilindro, que vai girar em contato com a superfície de outro cilindro de material emborrachado (blanqueta), sendo que este irá absorver do primeiro apenas a tinta. Assim, depois dessa transferência, a imagem estará previamente “impressa” na blanqueta.

Então a blanqueta, ao rodar sobre o papel, irá transferir a tinta para ele, formando a imagem. Devido a esse processo de transferência a impressão offset é chamada de indireta.

Características:

A qualidade da impressão offset se deve à blanqueta (recurso intermediário de transferência de tinta), pois ela retém os excessos de tinta. E, por ser emborrachada, ela transfere ao papel a imagem sem danificá-lo ou sulcá-lo, além de evitar a umidade, que fica retida na chapa.

impressão digital e impressão offset: retícula quadricromaAs cores usadas em offset são impressas uma após outra, cada uma a partir de uma matriz (uma para cada cor); são as cores CMYK (quadricromia), que formarão a imagem definitiva por adição de pigmentação. Também é possível o uso de cores especiais adicionais, como as da escala Pantone®.

As cores CMYK (C=Cyan, M=Magenta, Y=Yellow e K=Black), como são chamadas mundialmente, são conhecidas como policromia ou quadricromia. Combinadas pelos encaixes e a angulação das retículas (de 1 até 100%), têm a capacidade de formar milhões de cores.

As máquinas de offset podem ser planas ou rotativas. As planas fazem a impressão em uma folha por vez, enquanto as rotativas usam papel em bobina (as rotativas são mais indicadas para materiais em grande tiragem, como jornais e revistas de grande circulação).

Vantagens:

  • Permite melhor custo unitário para médias e grandes tiragens.
  • Após a montagem do maquinário e a preparação das chapas, oferece velocidade de impressão, atingindo milhares de folhas por hora.
  • Conforme o maquinário da gráfica, é a alternativa que possibilita maior flexibilidade em formatos, cores e acabamentos.


Impressão digital

impressão digital e impressão offset: HP Indigo

 

A impressão digital ganha espaço cada vez maior devido ao crescimento de sua capacidade produtiva com os avanços tecnológicos, agilizando os processos e reduzindo o custo de mão de obra.

Com o passar do tempo, a impressão digital vem conseguindo se equiparar à offset quanto à qualidade e durabilidade dos materiais produzidos, permitindo, inclusive, praticamente os mesmos acabamentos e tipos de encadernações.

Processo de impressão:

Com um processo de produção mais enxuto, de mecânica mais simples que o método offset, com menor necessidade de ajustes e acertos no maquinário a cada demanda, a impressão digital é vantajosa principalmente para tiragens menores. Sua flexibilidade permite a inserção de dados variáveis — saiba mais aqui.

A princípio, de modo genérico e simplificado, pode-se chamar de digital a impressão que se dá a partir de um computador conectado à impressora, num processo basicamente eletrônico, de transferência de imagem do arquivo digital diretamente para o substrato, feito sem a necessidade de matrizes físicas de impressão.

Essa última característica, o não uso de matrizes físicas, entretanto, não deve ser tomado como regra quando falamos no método digital, pois em alguns processos e equipamentos, como a HP Indigo — impressora digital usada pela Colorsystem —, são utilizadas matrizes de impressão, chamadas PIP (Photo Imaging Plate), parecidas com as chapas usadas em offset, porém gravadas com cargas elétricas. Isso permite que a cada impressão a imagem anterior seja apagada e uma nova imagem seja gravada eletronicamente. A HP Indigo, por isso, se diferencia das demais de sua categoria por ser a impressora digital que possui um processo de impressão mais próximo ao usado em offset, sendo a única a utilizar tintas líquidas e possuir método de impressão indireta, com uso de blanqueta para a transferência da imagem para o substrato.

Características:

Além dos parques gráficos, as impressoras digitais, hoje em dia, estão também presentes em residências e escritórios. São as impressoras jato de tinta ou laser que conectamos aos nossos computadores. Porém, nas gráficas, os equipamentos, de outro porte e capacidade, usam recursos de alta tecnologia e tintas especiais, e oferecem qualidade profissional de imagem.

Os avanços tecnológicos também vêm permitindo que esse tipo de impressão seja feito cada vez mais em substratos diferenciados (além do papel), como em materiais flexíveis ou rígidos, lisos ou ásperos.

Vantagens:

  • Como não é necessária a preparação e troca de chapas, assim como ajuste do maquinário para cada demanda, há ganho de tempo na produção.
  • Sendo um processo eletrônico, conectado aos arquivos em computador, permite o uso de dados variáveis.
  • Oferece melhor custo para pequenas tiragens.


Impressão híbrida: offset + digital

Em alguns casos, ao invés de se escolher entre um e outro sistema, pode-se optar por um método de impressão offset e digital.

Esse recurso hoje é oferecido por algumas gráficas de ponta (como a Colorsystem), e é usado principalmente na aplicação de personalização com dados variáveis.

Nesse processo, uma parte do material é primeiramente impressa em offset. Em seguida, dados variáveis, que podem ser tanto textos como imagens, são aplicados pelo método digital.



Comparação entre impressão digital e impressão offset

impressão digital vs impressão offset

 

Com o crescimento da qualidade da impressão digital, atingindo níveis antes possíveis somente com a offset, os fatores talvez mais importantes em sua escolha entre um e outro método de impressão sejam o custo e o prazo de execução (exceto se você for usar dados variáveis, que exigirão a impressão digital ou híbrida).

Custo:

A princípio, de um modo geral, como já dissemos, a impressão digital tende a oferecer um custo mais reduzido em tiragens menores. Mas é importante analisar a questão mais a fundo, pois outras variáveis irão influenciar em seu orçamento.

O custo em tiragens menores na impressão offset pode ser maior porque nela há a necessidade de gastos de material e tempo em montagens, gravação de chapa, ajustes nos maquinários etc. Essas demandas são mais ou menos fixas, independentemente se o pedido é de 20 ou 20.000 impressões.

Na digital, por outro lado, com sua mecânica mais simples, com processos mais enxutos e sem a necessidade de ajustes para cada produção, não existem essas necessidades, facilitando e agilizando a produção em tiragens menores.

Os custos variáveis, entretanto, relativos à quantidade de impressão, de tinta e papel, estão presentes em ambos os processos, sendo que, em offset, esses gastos tendem a ser menores.

Isso quer dizer que a fórmula MAIOR TIRAGEM = MENOR CUSTO UNITÁRIO EM OFFSET não é exata, pois outros fatores entram no cálculo, como a quantidade de cores a serem aplicadas.

Outra questão é que, conforme o maquinário da gráfica, os tamanhos de papéis usados na impressão offset e digital podem ser diferentes (muitas vezes a imagem de um material é repetida, espalhada, numa folha, para depois ser cortada para o formato final). E, geralmente, se várias impressões de uma material ou parte dele cabem numa única folha, o custo tende a se reduzir.

….

DICA: o uso da cor também irá influenciar em seu orçamento, muitas vezes independente do método de impressão. Se seu material não for impresso em quadricromia, mas com apenas uma ou algumas das cores de escala (C, M, Y ou K), seu custo será menor em impressão offset e, conforme o maquinário usado por sua gráfica — como é o caso da HP Indigo —, também em digital.

 

Porém, mesmo que seu material seja impresso em apenas uma cor e essa cor seja Pantone® — veja mais aqui (em inglês) e aqui (português) —, o custo tenderá a ser mais elevado, pois, além do valor maior da tinta especial, há a necessidade de preparação e lavagem da máquina antes da produção. Assim, se você não for usar quadricromia ou decida aplicar cor Pantone® em seu material, a sugestão é que você converse com sua gráfica de confiança, pois ela poderá orientá-lo sobre como obter o melhor custo x benefício nesses casos.

 

Lembrete: as cores Pantone® não são usadas em impressão digital.

….

Velocidade:

Basicamente, a impressão digital, por necessitar de menos recursos físicos e de mão de obra, tende a ser mais rápida. Entretanto, na impressão offset, após a preparação das chapas e das máquinas, o processo ainda é mais rápido.

Cor:

Materiais impressos pelo método digital podem ter maior saturação de tinta e de cor, e maior brilho, pois nesse método não há ganho de ponto, ou seja, devido às características do processo e da tinta, não ocorre a absorção e o espalhamento da tinta na superfície do papel.



Qual escolher para meu projeto?

impressão digital e impressão offset: qual escolher

 

Como já dissemos, hoje em dia as duas opções, impressão digital e impressão offset, são capazes de oferecer materiais com excelente qualidade, em vários substratos, com diversos formatos e acabamentos.

Portanto, se a sua gráfica oferece alta qualidade de impressão também em digital, já que esse método depende muito do maquinário disponível, sua escolha terá mais a ver com os custos e os prazos de produção, que irão variar conforme seu pedido.

Quanto aos custos, apesar de já ter se tornado comum dizer que ele é menor com impressão digital em tiragens menores, existem, como também dissemos acima, outros fatores que poderão influir diretamente em seu orçamento. Mas, basicamente — não é uma regra —, se sua tiragem for realmente pequena, a impressão digital poderá ser mesmo uma boa opção. Porém, mesmo assim, avalie as possibilidades antes de se decidir.

Quanto ao prazo, a impressão digital será um boa alternativa novamente se sua tiragem for pequena, com possibilidade de produção do pedido em um ou poucos dias. Se ela for média ou grande, a impressão offset, pelo contrário, será o método que poderá oferecer um prazo menor.

Se em seu material houver personalização, a impressão digital será imprescindível devido aos dados a serem impressos (em arquivos digitais, diretamente do computador).



Concluindo

Apesar de, hoje em dia, alguns terem a ideia de que o offset é um método de impressão em processo de obsolescência (ou já obsoleto), visto que a impressão digital seria o método mais moderno, tecnológico e eficaz, a verdade é que ambos os processos são amplamente utilizados pelas indústrias gráficas e são igualmente modernos e tecnológicos.

Tanto a impressão digital como a offset se desenvolvem com os avanços da ciência e da tecnologia no decorrer do tempo, e são ótimas opções que oferecem rapidez e qualidade.

Como mostramos acima, são muitas as variáveis que irão influenciar na decisão entre uma e outra opção. Por isso, na hora de fazer seu orçamento, seja transparente em relação a suas necessidades e objetivos, e exija o mesmo de sua gráfica. Ela deve esclarecer a você quais as vantagens e desvantagens de cada impressão em relação ao seu pedido.