Com o crescimento das compras pela internet, com suas facilidades de comparação de características e preços de produtos, seria, hoje em dia, mais sensato investir em marketing digital em detrimento do ponto de venda?
traço-para-destaque-1

Em uma realidade comercial na qual as compras e pesquisas pela internet crescem exponencialmente, qual a necessidade de investir em materiais de ponto de venda? Será que as lojas físicas não estão perdendo espaço para as virtuais?

…..

Para tentarmos ilustrar essas questões, vale lembrar que as compras on-line aumentaram em 12% no Brasil em 2017 e têm estimativa de maior taxa de crescimento em 2018, de acordo com a pesquisa “E-commerce Radar 2017 – Resultados do mercado de e-commerce do Brasil”.

No entanto, assim como apontam especialistas do setor e os dados expostos na Feira NRF Retail’s Big Show, o maior evento mundial do varejo, que aconteceu em Nova York em janeiro, a tendência dos grandes mercados mundiais é a reinvenção do ponto de venda como atrativo ainda insubstituível para as vendas. E concluem que o mais proveitoso é uma atuação conjunta nas duas frentes: o marketing digital e nas lojas físicas.

Ou seja, a comunicação direta com os consumidores no ponto de venda ainda é fator decisivo no sucesso de vendas de produtos e serviços.

…..

Continue a ler este artigo e saiba mais sobre divulgação no ponto de venda. Conheça algumas estratégias e dicas para alcançar com eficiência seu público, sem deixar de lado o marketing digital.

…..

Neste artigo falaremos sobre:

  O ponto de venda
  A importância da estratégia para seu ponto de venda
  O que seu cliente quer?
  Olhe sua concorrência e ouça seus vendedores
  Lembre-se do calendário
  Tipos de material de ponto de venda 
  A prateleira de uma loja ou uma vitrine virtual?
  Concluindo


Começando: vamos falar sobre o ponto de venda

ponto de venda supermercado

O PDV — abreviação de ponto de venda —, “point of sale”, em inglês, é um conceito relativamente recente, mas, desde a Idade Média, já é sabido o quanto os comerciantes buscavam desenvolver estratégias ao expor e tentar vender seus produtos nos locais de comércio da época. Ou seja, há séculos os mercadores disputam espaço e divulgam, aos gritos e com as ferramentas que dispõem para chamar a atenção, seus produtos.

Para a especialista em merchandising Regina Blessa, “ponto de venda é qualquer estabelecimento comercial que exponha serviços ou produtos para a venda aos consumidores”.

O ponto de venda é de suma importância por ser onde o cliente terá o contato sensorial, mais próximo, com o produto e, o mais importante, é onde ele fará sua decisão de compra.

Aliás, de acordo com uma pesquisa recente da Nielsen , 70% das decisões de compra ocorrem quando o cliente está frente a frente com os produtos no PDV.

O ponto de venda é, portanto, o cenário no qual se pretende oferecer uma experiência de prazer no consumo. É nesse contexto que os materiais de PDV se tornam uma ferramenta imprescindível de marketing, promoção e vendas.

Afinal é no PDV que os consumidores podem experimentar, tocar, sentir o produto de perto antes de decidir sobre a compra. Além disso, somente no ponto de venda físico é possível adquirir o produto e sair de lá com ele imediatamente em mãos, sem ter que esperar a entrega.


A importância da estratégia para seu produto se destacar

ponto de venda estrategia

O ponto de venda é onde se concretiza a experiência do cliente não somente com seu produto, mas também com sua marca. Por isso, é imprescindível que toda a comunicação esteja falando a mesma coisa, mandando a mesma mensagem para seu público consumidor, divulgando uma ideia que esteja presente em sua marca e em seu produto.

E uma das ferramentas mais importantes nesse trato, nessa comunicação com seus clientes, são as campanhas, que precisam fazer a ponte efetiva entre a divulgação do produto e sua comunicação no ponto de venda. Quanto mais coerente esse caminho, melhor para gerar uma melhor experiência de consumo, de forma positiva e, se possível, inesquecível.

As definições, as estratégias de marketing relacionadas ao local de venda vão ser delineadas no merchandising de PDV, que vai buscar oferecer respostas às questões e problemas relativos às vendas do produto ou serviço. É o merchandising de PDV que vai, via estratégias de marketing, dispor de recursos para garantir que seu produto ganhe destaque e relevância no ambiente de vendas. O objetivo, obviamente, é fazer com que o consumir perceba positivamente seu produto ou marca e, assim, queira efetuar a compra.


cliente no ponto de vendaO que seu cliente quer?

Algumas vezes, ao invés da qualidade e do preço, o sucesso de um produto se deve mais à sua capacidade de se colocar no mercado apresentando-se como a solução certa para o cliente.

Então nem é preciso dizer aqui a importância que o material e a campanha para o PDV possuem nessa conquista do consumidor. E um passo importante para que se saiba o que ele quer é buscando colocar-se no lugar dele. Então vamos ouvi-lo, vamos consultá-lo.

E a melhor forma de consultar o consumidor — ao invés de tentar deduzir suas necessidades e vontades — é através da pesquisa de campo. É a oportunidade para, por exemplo, perguntarmos sobre temas variados, como:

  • A altura das prateleiras é adequada?
  • Qual sua opinião sobre as cores do produto que comprou e dos concorrentes?
  • Que materiais sobre esse produto chamam mais sua atenção?
  • Tem algum material de ponto de venda que você gostaria de ver aqui?
  • As informações sobre o produto estão claras nesses materiais?
  • Quais suas opções de compra? Por quê?

As informações obtidas serão, obviamente, mais relacionadas ao produto em si e às características do ponto de venda. Mas, sendo a percepção da experiência da compra um dos itens mais importantes da estratégia de marketing, esses dados podem ser altamente valiosos para outros fins além do merchandising no PDV, podendo ser usados também em campanhas publicitárias, na construção do site, nas redes sociais.


Olhe sua concorrência e ouça seus vendedores

É um erro pensar na sua estratégia para o PDV de modo isolado. Pode parece óbvio, mas, no dinamismo de um mercado cada vez mais ágil, às vezes na pressa de se agir dentro de um prazo restrito, acaba-se esquecendo de que o material de PDV só terá maior ou menor impacto em relação à concorrência.

Por isso, mantenha sempre os olhos no ponto de venda, atentos à concorrência.

É imprescindível também não se restringir aos profissionais de marketing ou afins. Ouça sua equipe de vendas e de atendimento. Eles podem ter percepções valiosas, tiradas do dia a dia, sobre como o público está interagindo com suas campanhas e as de outras marcas.


Não se esqueça do calendário

Se você criar muitas campanhas para o PDV sem temas novos, provavelmente irá cansar seu público, e o efeito poderá ser inverso. Afinal seus consumidores são espertos, e vão perceber que você está exagerando para chamar sua atenção. Por isso, atente sempre à possibilidade de se vincular a fatos relevantes, temáticos, às datas comemorativas.

Um exemplo é a criação de campanhas associadas a eventos esportivos. Neste ano, 2018, teremos a Copa do Mundo na Rússia. Você já pensou em fazer alguma campanha com o tema do evento? 


Tipos de material de ponto de venda

Conheça abaixo alguns tipos de material de ponto de venda que podem contribuir para melhorar a relação dos consumidores com seus produtos, serviços e marcas, incentivando uma boa experiência de compra e aumento de vendas.

…..

cubos em ponto de vendaCubos

O uso de cubos promocionais vem crescendo, pois é um material que se destaca, chama a atenção do consumidor, mexe com sua curiosidade. Ele pode ser usado em vários locais, como no centro de lojas e para decorar vitrines. Esse tipo de material possui um apelo visual interessante e permite diversas combinações. Para campanhas que abrangem tipos de pontos de vendas diferentes, essa versatilidade possibilita explorar da melhor forma cada um desses locais.

Em lojas com grandes vitrines, por exemplo, é possível usar os cubos para construir uma pirâmide. Já em pontos de venda com menor disponibilidade de espaço, eles podem ser empilhados, formando uma torre.

A Colorsystem disponibiliza os melhores recursos para produção de seus cubos. Clique aqui e saiba mais.

…..

display em ponto de vendaDisplays

O display é, segundo pesquisas de mercado, um material de PDV muito usado por possuir eficácia comprovada. É um valoroso diferencial competitivo.

Sabemos que a propaganda tem, entre suas funções, divulgar e captar o público-alvo, mas não seria suficiente um produto ter qualidade superior e propaganda de impacto nos principais meios de comunicação se o cliente, na loja, se deparar com um display cativante do concorrente.

A Colorsystem produz displays para destacar sua marca, produto ou campanha publicitária (ou promocional) com versatilidade de opções, qualidade de impressão e de acabamento — lembre-se que um display de má qualidade, ao invés de incentivar suas vendas, poderá ter efeito contrário, prejudicando inclusive a imagem de sua marca ou produto no mercado. Saiba mais, clique aqui.

…..

wooblers em ponto de vendaWooblers

Você sabe o que são wooblers? São aquelas peças comuns em supermercados e lojas que ficam penduradas próximas aos produtos. A ideia é a de que o movimento deles atraia o olhar e o direcione para os produtos, que ficam expostos nas proximidades.

Os wooblers de prateleira estão entre os materiais de ponto de venda mais acessíveis e também comprovadamente eficazes no incentivo a boas experiências de compra. Sua instalação é fácil, assim como sua remoção, necessária em caso de campanhas sazonais. Geralmente eles são encaixados diretamente nas prateleiras. No entanto, há também outras opções de wooblers, para encaixe em balcões ou mesmo no teto ou parede, dependendo das instalações.

Existem inúmeras possibilidades de personalização de wooblers. Além da versatilidade no uso de materiais, da arte, das cores e elementos gráficos, é possível elaborar cortes exclusivos. É possível ainda pensar em dobras especiais, acabamentos diferenciados e outras customizações. É um material com grande flexibilidade. A mesma mensagem pode, inclusive, ser transmitida em modelos diferentes de woobler, adequados a cada PDV e a cada público-alvo.

Na Colorsystem, produzimos wooblers em pequenas, médias ou grandes tiragens, disponibilizando os melhores recursos para sua confecção. Um ótimo modo de chamar a atenção de seu público. Clique aqui e conheça.

…..

take one em ponto de vendaTake ones

Sabe quando você pega um folheto muito bem elaborado e informativo sobre um produto, mas ele está simplesmente largado de qualquer jeito sobre um balcão de uma loja? Isso gera uma má impressão, não?

Os take ones foram desenvolvidos para resolver esse problema, ou seja, são peças projetadas para ao mesmo tempo agrupar e oferecer os folhetos, expondo-os de maneira mais adequada e atraente aos olhos dos consumidores.

Contudo, mais do que suportes para folhetos, os take ones chamam a atenção e despertam o interesse dos consumidores pelo seu conteúdo, tornando-se parte integrante das campanhas.

Geralmente produzidos em papel de maior gramatura, take ones são ideias para atrair potenciais clientes, incentivando-os a retirar um folheto ou folder, e podem conter dobras e recortes personalizados.

Na Colorsystem, seus take ones podem ser produzidos com diferentes materiais, formatos e acabamentos. Saiba mais.


A prateleira de uma loja ou uma vitrine virtual?

ponto de venda ou internet

Mesmo nos tempos atuais, de expansão do mundo digital, com tantas pessoas neste exato momento com seus olhos fixos na tela de seu smartphone conectado à internet, os investimentos na comunicação de um produto ou marca dentro do ponto de venda vem crescendo e se especializando ainda mais rapidamente.

Afinal, com as estratégias adequadas no PDV, é possível fortalecer não somente as vendas, mas também a presença de uma marca na mente do consumidor.

Pois, por mais que as lojas no mundo digital ofereçam dinamismo, conectividade, movimentos e cores hipnotizantes, o ponto de venda real vai oferecer uma interação sensorial completa, uma imersão verdadeira da pessoa num mundo de experiências e possibilidades.

Além disso, as estratégias e ações no ambiente de vendas, ou seja, o merchandising no PDV, têm a possibilidade de reverter decisões eventualmente tomadas pelo consumidor durante pesquisas na internet, provocando nele uma mudança de ideia, uma conversão, por exemplo em casos nos quais o produto divulgado é um pouco mais caro do que o concorrente, mas tem vantagens que podem ser facilmente percebidas ao vivo.

Vale ressaltar que, com o aumento exponencial das vendas pela internet, é claro que é imprescindível estar nas redes e participar desse maravilhoso universo virtual, interagindo com diferentes públicos por esses canais. No entanto, o contato direto com o produto ou serviço tem potencial para incentivar experiências insubstituíveis de contato e compra, contribuindo para, além de aumentar as vendas, ajudar na construção de uma imagem de produto, de uma marca.


Concluindo

O advento da internet e sua popularização abrem espaço para vendas on-line e para interação com o público, além de permitir a divulgação de produtos e serviços por meio de ações de marketing digital. São fatores imprescindíveis para qualquer empresa que pretenda conquistar novos clientes e manter sua base.

No entanto, a presença em lojas físicas continua fundamental para atrair o olhar e proporcionar melhores interações com a marca e com o produto, incentivando a compra e favorecendo boas experiências.

O virtual e o físico. O digital e o real. São, portanto, dois caminhos, duas linguagens. E com um só fim: vender mais.

…..

Se você quer valorizar sua marca e vender mais, fale com a Colorsystem. Nossa equipe está à sua disposição inclusive para ajudar no desenvolvimento de seus materiais de PDV.

 


Referências e imagens:

– Pesquisa “E-commerce Radar 2017 – Resultados do mercado de e-commerce do Brasil”. https://ecommercenews.com.br/noticias/balancos/e-commerce-cresce-12-em-2017-e-projecao-para-2018-vai-a-15/
– Feira NRF Retail’s Big Show – Fonte: Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. https://revistapegn.globo.com/Banco-de-ideias/E-commerce/noticia/2018/03/5-tendencias-do-varejo-para-2018.html